terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Otto é "êís"!

Lendo.
Socializando.

Hi-5.

Praia.

Plantinha com sede.

Farra na piscina.

Descobrindo texturas.

E aí, meu povo? Fim de ano passou, ano novo chegou e...muita coisa mudou, pelo menos aqui em casa.
Bom, 2009 foi ano de realizações pra nossa família. Só temos a agradecer e ponto final.

Comecei o ano, lendo ainda mais sobre o desenvolvimento do filhote, pra me encher de informação sobre a melhor maneira de criá-lo, educá-lo, estimulá-lo.
Esse ano ele vai pra creche, não decidimos ainda qual, mas é uma questão geográfica, risos.

Acho importante demais a nossa participação nas brincadeiras, no manuseio com os brinquedos, em mostrar como funciona, porque assim damos a eles segurança pra mexer e brincar sozinho, conquistando individualidade.
Quando a gente brinca junto, tem muito mais em jogo.
Tem afeto, tem o sorriso de felicidade do nosso bebê ao perceber que estamos interessados no mundinho deles.
Tem a nossa conquista como pai/mãe em poder estar perto, nem que seja por pouco tempo, mas que precioso e proveitoso ele seja.
Tem a troca de olhar, as carícias, as gracinhas que só fazem pra gente, a cumplicidade...aquela que vem desde a gravidez, fica cada dia mais e mais forte, intensa, bonita de se ver.

Quando deixo o Otto na casa da vovó, e olha que é sempre por meia hora, pois não sei ficar mais que isso longe, recompensa ver a carinha dele de felicidade a hora que chego, corre pra me abraçar, agarra meu pescoço e me beija, me beija, me beija. E quem está em volta sempre comenta, nossa, que saudade dessa mãe.

Porque além da "cumplicidade umbilical", procuro ser a melhor pessoa do mundo pra ele.
E incluído nisso está a diversão, as atividades estimuladoras, as brincadeiras, a farra no jardim ao molhar as plantas (afinal ele sai todo molhado também), na praia, a troca de amor, de olhar, enfim...
Brinco mesmo, me encho de areia mesmo, me sujo de gouache mesmo, me jogo no chão sim. Porque quero que meu filho tenha de mim a lembrança mais bonita, mas feliz.
Porque quero dar afeto e ser presente, sempre!

Vou postar fotos das nossas farras em casa.
E fica aqui o meu desejo que esse texto estimule as mamães para que façam cada vez mais farra com seus filhotes.

Só pra terminar, eu pergunto pro Otto: - O que o Otto é?

Ele sorri e responde: - "êís" (traduzindo: FELIZ)

Nesse momento eu penso...

...Então, missão cumprida.

Um comentário:

  1. Adorei as fotos!!!
    É muito gostoso quando a gente chega e o filho nos recebe com aquele abraço saudoso. Eu amo muito tudo isso.

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!