quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O Sorriso na Primeira Infância - Informativo aos Pais.

Os dentes do seu bebê começam a se desenvolver entre a 5ª e a 6ª semana de vida intra uterina. Assim, é importante que você cuide de seus próprios dentes, tenha uma dieta balanceada e rica em fósforo, cálcio e vitaminas A,C e D. Evite beliscar doces e farináceos.
Procure o odontopediatra por volta do 6 o mês de vida para receber orientações sobre como higienizar a boca do bebê, época de erupção dos dentinhos, seus sintomas, posição de amamentação, época do desmame, perigos da automedicação (flúor e antibiótico) e que chupetas e bicos usar para uma sucção ideal.


Nascendo os Dentinhos

A gengiva pode se apresentar abaulada e o bebê pode apresentar sintomas como irritação, estado febril, fezes mais líquidas e outros. Para o alívio do desconforto o bebê pode usar mordedores de borracha para massagear a gengiva.


Limpando a Boquinha.

Higienize a boca do bebê desde o primeiro dia de vida. Hábitos saudáveis aprendidos nos primeiros meses de vida do seu filho serão levados para a vida adulta. Faça a limpeza da boca com uma gaze ou a ponta de uma fralda embebida em água destilada ou filtrada sempre que o leite se encontrar estagnado. Com o aparecimento do primeiro dente na boca, comece a fazer a escovação com uma escova de cerdas macias e arredondadas e cabeça pequena e não se esqueça do fio dental.

Alimentando o seu Filhinho:
O leite materno é o melhor alimento para o seu bebê. Caso não seja possível faça uso da mamadeira, porém sem adoçá-la. O leite já contém açúcar. No momento da introdução dos sucos e papas de frutas não adicione açúcar já que seu bebê necessita desta suplementação, a não ser que seu pediatra faça a indicação. Uma dieta rica em proteínas e vitaminas é a base para o seu crescimento. Procure retardar a ingestão de alimentos cariogênicos ( doces, balas, danones, chicletes e refrigerantes), mas se isto for impossível, dê na forma de sobremesa e higienize em seguida. Caso seu filho necessite da mamadeira para dormir, ela deve conter apenas água pura.

O Dentinho e os Bichinhos da Cárie:
A Cárie é uma doença causada por bactérias que são alimentadas pelos restos dos alimentos cariogênicos que ficam retidos no dente, formando uma camada esbranquiçada chamada placa bacteriana. Com a escova e o fio dental, você mamãe pode removê-la parcialmente. O odontopediatra irá orientar sobre a maneira correta de higienizar o seu bebê. Nas consultas periódicas o odontopediatra fará a remoção completa da placa.

Proteção Adicional ao Dentinho Flúor:
é um dos grandes agentes na redução da doença cárie. Entretanto o flúor ingerido em excesso, por ingestão de pasta de dente ou através de suplementação, poderá causar manchas e defeitos no dente do seu bebê. Selante: é como um verniz que impermeabiliza os sulcos profundos dos dentinhos, dificultando assim a retenção de restos de alimentos e a evolução da cárie.

Dentes Bem Alinhados e os Hábitos:
A sucção de chupeta e do polegar é um procedimento natural de satisfação para muitos bebês. Você e seu odontopediatra devem avaliar a intensidade do hábito e de uma maneira tranqüila trabalhar no sentido de removê-lo antes que a maloclusão se instale de uma forma definitiva.

Traumatismos Dentário:
Tome bastante cuidado com as quedas onde a boca é a primeira a ser atingida. Caso isto ocorra é muito importante que seu odontopediatra examine o seu bebê. Só uma boa radiografia pode avaliar o quanto o dentinho do seu filho foi molestado. Em casos onde houver avulsão completa do dente, tente recolocá-lo em posição. Caso não seja possível, coloque num recipiente contendo leite ou soro fisiológico e procure imediatamente o seu odontopediatra. Caso haja fratura do dente procure guardar o pedacinho, pois tentaremos aproveitá-lo. Não se apavore, nós estamos bem treinados para atendê-lo com todo conforto e eficiência.

ATENÇÃO
Para ter sempre um sorriso branquinho você deve voltar a cada retorno pedido pelo seu dentista. O intervalo de cada retorno depende do risco de cárie apresentado por seu filho. Proteger os dentinhos é mais saudável e mais barato do que tratá-los. Faça isso por seu filho.

Em Resumo Até 6 meses
***limpar a boca com gaze úmida após as refeições e principalmente antes de dormir, ***Pergunte ao seu odontopediatra sobre suplementação de flúor,
***Discipline os hábitos alimentares.

Dos 6 aos 12 meses
***O primeiro dentinho pode aparecer. É hora de visitar o odontopediatra,
***Comece a escovar os dentes do bebê após cada alimentação e na hora de dormir com uma escova macia, pequena e de cerdas arredondadas,
***O bebê começa a andar. Fique alerta com os traumatismos dentários,
***O desmame do seio ou mamadeira deve ocorrer nessa fase.

Dos 12 aos 24 meses
***Siga o programa de exames e limpezas recomendado pelo odontopediatra,
***Inicie o uso de creme dental na quantidade de um grão de ervilha quando seu filho souber bochechar,
***A maioria dos dentinhos já estarão erupcionados.

Equipe de Odontologia na Primeira Infância -FOUSP:

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Andador: um atraso na vida dos bebês.

Como é lindo ver seu bebê com maior liberdade de explorar o espaço mesmo quando ainda não anda, mas usa um andador. O grande erro dos pais – em seu total desconhecimento - é achar que o andador ajudará no aprendizado da criança ao começar a andar. Isso não é verdade. O andador traz prejuízos no desenvolvimento psico e motor do bebê.
Por que será que não é bom? Por vários motivos. A criança desde o nascimento passa por etapas do desenvolvimento em que cada fase serve de base para a próxima. Primeiro sustenta a cabeça, depois rola o corpo para os dois lados, se arrasta de barriga para baixo, senta com apoio, depois sem apoio, engatinha (alguns não passam por essa etapa), ficam em pé para então começarem os primeiros passinhos.
Em todo desenvolvimento motor e de equilíbrio a criança explora o ambiente e os objetos em sua volta, desenvolvendo paralelamente o aspecto neurológico. O bebê tenta alcançar objetos, observa os adultos e suas ações e imita.
O andador força a criança a pular várias dessas etapas essenciais para o desenvolvimento. Ela, por exemplo, não deixa a criança experimentar os “tombinhos” naturais do início do aprendizado do caminhar e, assim, a aquisição do equilíbrio é limitado e pode ainda deformar a estrutura óssea da perna.
Por pular etapas, o andador atrasa o início da marcha. Se o bebê é pequeno para o andador, usará somente as pontas dos pés para movimentar-se, o que poderá causar alguns problemas além do atraso da marcha, como alteração óssea.
Falsa liberdade - A sensação de liberdade que o andador oferece é ilusão. O andador não deixa a criança explorar adequadamente o espaço que está. Um simples objeto no chão e que desperte a atenção do bebê passa a se tornar algo inalcançável para o pequenino, pois o andador não oferece condições para que ele pegue e conheça a peça.
Já o bebê que não usa o andador poderá sentar-se no chão, engatinhar ou ir se apoiando nos móveis até chegar ao objeto desejado. Lembre-se: enquanto manuseia objetos e brinquedos, o bebê está desenvolvendo seu cérebro.
Veja como uma coisa puxa outra. O que pode ocorrer também com as crianças que usam o andador é a falta de estímulos pelos pais. Como a criança gosta do andador por movimentar mais rápido, ficam quietinhas e brincam sozinhas e são “esquecidas” pelos pais. A falta de estímulo pode causar uma deficiência no desenvolvimento neurológico.
Os acidentes que podem provocar graves lesões nas crianças são outro problema relacionado ao uso do andador. Os acidentes mais comuns são os tombos quando as crianças usam os pés para se impulsionarem para trás e batem a cabeça e as quedas em degraus.
De tão prejudiciais e perigosos para as crianças, a venda de andadores em países como o Canadá já é proibida.
O uso do andador compromete muito o desenvolvimento global das crianças. Os pais devem pensar nas conseqüências do andador antes de comprá-los. Não há criança normal que deixou de aprender a andar por falta do andador.

Obs: este artigo trata dos andadores onde as crianças ficam "sentadas". Os andadores "modernos" são aqueles onde a criança utiliza-o apenas para apoiar-se, como se estivesse empurrando um carrinho de supermercado. Para esses não há restrição.

Fonte: www.guiadobebe.uol.com.br

Primeiros dentinhos!

Olha que manchinha e pernas deliciosas!
Minha gata, Duda!


Meu bebê, com dentinhos!




Primeiro Carnaval.





Domingo passamos o dia com Tia Marina e Duda em Pendotiba. Almoçamos uma massa gostosa que Tio Gustavo fez. Fomos a piscina, delícia!
Tenho notado a gengiva do Otto coçando e inchada a tempos. Mas a mudança de comportamento começou esta semana, não estava dormindo mais a noite toda como sempre, acordando pra mamar, ficou mais dengoso, querendo colo, fazendo biquinho, coisa que nunca havia feito.
Daí pensamos que pudesse estar ficando resfriado pois o Papai pegou uma gripe.
Fui ao shopping comprei brinquedo, fantasia de carnaval, sunga pra ir a praia, passeamos bastante e ele com o dedinho na boca, não tem este hábito, não pediu nem pra mamar.
A noite estava demais e quando fui usar a escova de silicone pra limpar a boca e coçar a gengiva pra ele, pensei, vou passar o dedo pra sentir como está...
... e lá estavam eles, os dois dentes debaixo na boca do meu bebê. Ohhhhhh! Ele está crescendo!!!!
O Papai foi a farmácia comprar nenê dente, passei e ufa! Dormiu a noite inteira.
Mas o mais bacana é vê-lo crescendo, gente!
Coisa mais linda o dentinho apontando e arranhando nosso dedo, ai que delícia!!!
Ficamos felizes pois afinal, é uma prova de que está se desenvolvendo bem!
Obrigada Senhor!





sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Será que é assim? Para rir...

Irmãos mais velhos têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados. Já os caçulas penam para achar fotos do primeiro aniversário e mal sabem a circunstâncias em que chegaram na família.
*O que vestir *
*1º bebê -* Você começa a usar roupas para grávidas assim que o exame dá positivo.
*2º bebê -* Você usa as roupas normais o máximo que puder.
*3º bebê -* As roupas para grávidas SÃO suas roupas normais.

*Preparação para o nascimento *
*1º bebê -* Você faz exercícios de respiração religiosamente.
*2º bebê -* Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram.
*3º bebê -* Você pede a anestesia peridural no oitavo mês

*O guarda-roupas *
*1º bebê -* Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta.
*2º bebê -* Você vê se as roupas estão limpas e só descartas aquelas com manchas escuras.
*3º bebê -* Meninos podem usar rosa, né?

*Preocupações *
*1º bebê -* Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo.
*2º bebê -* Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho.
*3º bebê -* Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço.

*A chupeta *
*1º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la.
*2º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê.
*3º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você limpa na camiseta e dá novamente ao bebê.

*Atividades *
*1º bebê -* Você leva seu filho para as aulas de musicalização para bebês, teatro, contação de história...
*2º bebê -* Você leva seu filho para as aulas de musicalização para bebês.
*3º bebê -* Você leva seu filho para o supermercado, padaria...

*Saídas *
*1º bebê -* A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa para saber se ele está bem.
*2º bebê -* Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone de onde vai estar.
*3º bebê -* Você manda a babá ligar só se ver sangue.

*Em casa *
*1º bebê -* Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê.
*2º bebê -* Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, beliscando ou batendo no bebê.
*3º bebê -* Você passa um tempinho se escondendo das crianças.

*Engolindo moedas *
*1º bebê -* Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x.
*2º bebê -* Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair.
*3º bebê -* Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele.

E aí Mamães com mais de 1 filho, é assim que funciona?

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Creche ou avós, quem são os melhores?

De acordo com um estudo da Universidade de Londres, crianças que são cuidadas pelos avós enquanto seus pais trabalham têm mais problemas de relacionamento com outras do que as matriculadas em creches ou escolinhas.
Se você acredita que os avós "estragam" os netos, você está certo. Um estudo da Universidade de Londres com 4800 crianças nascidas entre 2000 e 2001 provou exatamente isso. Os pesquisadores descobriram que bebês cuidados pelos avós têm mais problemas de comportamento e dificuldades para socializar com seus pares.
Pior: seu desenvolvimento está alguns estágios atrás, se comparado ao das crianças de creches, escolinhas ou cuidadas por outros familiares. A única coisa boa da história é que seu vocabulário costuma ser mais avançado.
No estudo, todas as mães trabalhavam fora desde que os filhos nasceram e as crianças que eram cuidadas pelos avós representavam mais de um terço dos participantes.
Resultados das pesquisas:
As que ficavam com os avós apresentaram mais sintomas de hiperatividade, comportamentos antissociais e problemas de conduta quando chegavam aos três anos de idade. Quanto ao entrosamento social, garotos se mostraram particularmente mal-educados.
Apesar de não terem estudado o motivo dessa diferença de comportamento, os pesquisadores disseram que um trabalho anterior sugeriu que o cuidado formal das crianças, envolvendo pessoas qualificadas, pode ajudá-las em seu desenvolvimento social, prevenindo problemas mais sérios no futuro.
Se, por um lado, as crianças das creches revelaram um aprendizado maior em relação a cores, letras, números, formas e tamanhos, aquelas criadas pelos avós desenvolveram um vocabulário mais apurado – melhor quanto maior fosse a escolaridade de suas mães. “Isso pode refletir o vocabulário das avós”, diz Hansen, organizador do estudo, ao jornal britânico The Times. Segundo ele, é provável que haja esse melhor desenvolvimento da linguagem porque os avós falam mais – do que brincam – com as crianças, mais devagar e de forma gramaticalmente correta – fazendo com que elas aprendam melhor as palavras. Eles também costumam corrigir os pequenos com mais frequência.
Os resultados da pesquisa se opõem à sugestão da Children’s Society, uma organização britânica de atenção à infância, que recentemente convocou os avós a cuidarem dos netos em vez de levá-los a creches.

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI26382-15279,00-CRECHES+SAO+MELHORES+DO+QUE+AVOS+PARA+AS+CRIANCAS.html

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Fim de semana!

Olá!
Fim de semana passado fomos a Saquarema, estava um calor desumano.
Em Bacaxá foi picado por mosquito, com isso descobrimos que é alérgico a picada de inseto. Ficou com uma picada no antebraço esquerdo bastante inchada, ficamos preocupados e na segunda a tarde levei-o a alergista que constatou nossa desconfiança. Bom agora é evitar lugares com insetos, mosquitos, etc.
Fora isso, se divertiu em 2 festas de aniversário.
A primeira festa que ele participou foi a da Allana, entrou pra estória da vida dele, a primeira de muitas, se Deus quiser.
A segunda foi da Geovana também tinha muitas guloseimas que mamãe e papai provaram por ele, kkkkk! Voltou do aniversário da Geovana tão suado que colocamos na hidro pra refrescar, ai que delícia! Adooooooora um banho, uma água.
Não fomos a praia, quer dizer, só o Papai foi a praia com Neto, Rafa, Tiago e Tio Marcelinho. Não me levaram, ainda não sei ficar sem o peito da mamãe, risos!
Passamos no nosso sonho, estava linda, já, já, todos saberão, nós contaremos.



Lindas!
A Aniversariante com meu bebê.



Tia Preta


Primeira festinha que o Otto participou.





quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

1/2 ano de vida!!!

Já estou sentando por alguns minutinhos sem apoiar as costas.
Já estou comendo papinha de frutas.
Já dou muitos gritos.
Já tenho preferência por desenhos, não ligo pro backyardigans, sou fascinado por Cocoricó e faço festa quando a mamãe coloca os dvds.
Já tomei meu primeiro banho de mar e adorei! Nem chorei com a água fria.
Já tirei minha identidade e tive que sujar os dedinhos, pois o receptor óptico não conseguiu ler minhas preciosas digitais.
Já tomo banho de chuveiro com o Papai e adoro! E o banho de hidromassagem então, que delícia!
Já durmo no meu quarto, desde o primeiro mês, pensa o quê? E mais...
...Já durmo a noite inteira, e faço desde os dois meses e meio.
Já passiei com a mamãe de carro sozinho no banco de trás na minha cadeirinha e me comportei.
Já conheci minha bisavó e meu bisavô e até tirei foto com eles.
Já fiz book, aliás, vou fazer novamente, agora com 6 meses.
Já fiz até trabalho como garoto propaganda, risos!
Isso tudo pra mostrar pra vocês que tenho 1/2 ano de vida, mas não tô de bobeira não.

Obs: Otto espero que um dia leia e fique feliz em saber que eu e Papai, fizemos tudo isso com muito prazer e com muito amor! Para que você soubesse, o que sentíamos a cada semana de gestação e a cada mês de vida seu. Te amamos, lindão!
Obrigada Deus!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Minha Primeira Papinha!

Oi gente!
Bom o Otto fará 6 meses dia 04/02, mas como fomos a médica no dia 27/01 ela já fez o cardápio dele de frutas.
São 10 dias com 2 dias para cada fruta e são elas, banana prata, mamão, maça, pêra e banana d'água. Sempre as 9h. Depois destes 10 dias de observação, incluiremos mais frutas e daremos também às 15h.
Resolvi começar no sábado (31/01) porque o Papai estaria em casa e poderia participar conosco dessa nova experiência além de filmar, fotografar e dar papinha ao Otto também.
Ele recebeu muito bem a banana nestes dois primeiros dias, mas todo bebê adoooooora banana!
No segundo dia, ele já estava abrindo a boca algumas vezes em que eu levava a colher, achei incrível, mas não consegui fotografar.
Mas hoje já comeu mamão e achei que não fosse gostar, mas que nada, nem cara feia fez e eu consegui fotografar ele abrindo a boquinha pra receber a colherada. Comei 1/2 pratinho de mamão, pra uma primeira vez, está ótimo!
Amanhã ele come novamente mamão e depois rumo a novos sabores, risos!
Bjs!
A primeira vez
Coloridas, saborosas e nutritivas, entram no cardápio do bebê por volta do sexto mês. Primeiro, ele experimenta o suco de laranja-lima, diluído em água, na mesma proporção. Aos poucos, diminui-se a quantidade de água até o momento de retirá-la totalmente. Depois, é a vez do mamão, maçã, banana e pêra. Amassadas ou raspadas, em forma de papinhas, estas frutas vão apresentar o bebê ao maravilhoso mundo dos doces sabores.
Morango e melão. Por que não?
Nessa fase inicial, os pediatras recomendam evitar melancia, melão e abacate, considerados de difícil digestão, além do abacaxi e do morango, que podem provocar reações alérgicas. As misturas também devem ser deixadas para mais tarde. Assim, o pequeno gourmet poderá identificar os diferentes gostos e definir suas próprias preferências. Alguns bebês estranham os novos paladares e até ensaiam uma rejeição. Mas a mamãe deve insistir um pouco, antes de se convencer de que ele não está gostando mesmo de um ou outro sabor.
Pares perfeitos
Na hora de misturar, atenção às características e propriedades de cada fruta. A banana e a goiaba, por exemplo, prendem o intestino. Juntas, terão este efeito potencializado. Já o mamão e a ameixa soltam. Combinar cítricos, como o abacaxi e a laranja, com leite, causa um excesso de acidez. Assim como utilizar a fruta antes que ela esteja totalmente amadurecida.
Com casca e tudo
Criança pequena pode comer cascas. E, aliás, deve. Elas não interferem no sabor dos sucos e das papinhas e só aumentam seu valor nutritivo. Algumas concentram altas doses de fibras e vitaminas, que não devem ser desperdiçadas. Depois de lavá-las cuidadosamente, bata tudo no liquidificador ou centrífuga, e coe.
Frutas, para que te quero
Abacate - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, D, E, proteínas, cálcio, magnésio, fósforo, ferro, potássio. Com alto teor de gordura, é uma das frutas mais energéticas. Regula as funções intestinais.
Abacaxi - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, potássio, magnésio, fósforo, cálcio, ferro. Refrescante, ajuda a evitar a desidratação. Rico em fibras, está indicado no tratamento da prisão de ventre e das vias urinárias.
Banana - Vitaminas A, B C, ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre, iodo, enxofre, manganês, carboidratos. É uma das preferidas dos bebês, pela sua consistência pastosa.
Goiaba - Vitamina C, cálcio, potássio, magnésio, fósforo.
Laranja - Vitaminas A, B C, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio. Aumenta a resistência e regula a função intestinal.
Maçã - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, proteínas, sódio, enxofre, ferro, sílico, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, cloro. Cheia de fibras, atua no bom funcionamento do intestino.
Mamão - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, cálcio, magnésio, fósforo, potássio. De fácil digestão, auxilia a decomposição das proteínas e, por isso, normalmente é uma das primeiras frutas oferecidas ao bebê.
Manga - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, magnésio, fósforo, potássio, sódio, cálcio, ferro, manganês, selênio, zinco. Suas fibras ajudam no funcionamento intestinal.
Morango - Betacaroteno, vitaminas A, B, C, magnésio, fósforo, ferro, potássio, sódio. Muito indicado no tratamento da anemia.
Pêra - Vitaminas A, B, C, E, proteínas, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro, carboidratos, fibras. Suculenta, agrada ao paladar infantil, funcionando como reguladora intestinal.
Minha primeira papinha, foi de banana prata.
Terceiro dia, já abrindo a boca, que lindo!



Depois de meio prato, não quero mais. Boca trancada!


Meio prato de mamão, que delícia!





domingo, 1 de fevereiro de 2009

Assistindo ao Cocoricó!

Gente, o Otto ama assistir ao Cocoricó. Comprei Backyardigans mas ele não dá muita importância.
Então, fizemos várias filmagens dele e a que cabe aqui no blog é esta que vou postar, reparem na festa dele.
Impressionante como um bebê de 5 meses entende e possa ter gosto.
Estou postando para que nossa família que mora longe acesse e tenha a certeza de que não somos tão corujas assim. Mas claro, ficamos muuuito felizes pela esperteza dele, assistam: