sábado, 12 de fevereiro de 2011

Retornando a creche, mas lá ele não come.

Isso mesmo, estamos retornando a creche. Na verdade isso aconteceu na semana passada, mas como teve adaptação, essa semana foi a primeira de integral.
Bom, o Otto está bem. Gosta do ambiente, das crianças, chega pela manhã já perguntando pelos amiguinhos, mas muitos só ficam a tarde. Mas ele se adapta bem a esse tipo de coisa.
O que tem deixado preocupada é a alimentação, e não é pra menos, pois ano passado ele acabou tendo anemia e várias infecções por conta de alimentação ruim, mas, ele tinha uma mega dificuldade em comer, isso é lá verdade.

Mas isso mudou nas férias. Fiquei com ele 15 dias em casa e a rotina era  a seguinte:

8h - mamadeira vermelha (frutas, beterraba, ninho)/minguau de farinha láctea, cremogema...
11h/12h - almoço (nada amassado, mas com muito caldo, macarrão cortadinho, carne desfiada) com sobremesa (danoninho, geléia)
13h/14h -  mamadeira vermelha (essa é a hora do sono e ele sempre pede mamá, pode ter almoçado a pouco tempo, mas não dorme sem mamadeira)
14h - HORA DO SONO (hora feliz para a mamãe, que descansava junto, pois ele dorme bastante a tarde,só acordava perto das 17h)
17h - biscoito, até o jantar ficar pronto.
18h/19h -  jantar
21h - mamadeira vermelha e cama.

* a mamadeira vermelha foi inserida no cardápio dele por conta de uma anemia no fim do ano passado, depois de tomar 7 antibióticos por infecções diversas (ouvido por duas vezes, garganta, etc).

Depois desses 15 dias, veio o mês de Janeiro e tive que voltar ao trabalho, ficando então ele com as duas avós, cada dia com uma, quis assim para não cansá-las e também para ele não se habituar somente com uma delas.
Eu e o Papai, escrevemos a rotina do Otto para cada uma delas, explicando tudo com riqueza de detalhes, por exemplo: que não amassamos mais nada, deixamos inteiro (arroz, feijão), mas desfiamos a carne e colocamos bastante caldo, ele gosta de comida bem molhada, mas não precisa ser papa. Se tiver suco ele bebe, senão tiver, é só ir enrolando que ele vai comendo.
Agora, é aquilo, tem que distrair, dar alguma coisa na mão dele pra brincar, mostrar o passarinho, a árvore, o avião, desviar a atenção dele da comida, e assim ele vai comendo tudo.
Funciona até hoje, mas pra isso, tem que ter paciência.
Como ele ainda estava se recuperando da anemia, tinha que se tudo muito rígido, até porque todos nós sabemos que vovó, se deixar estraga messsssssmo.
E assim foi feito.
Comia de tudo, frutas como manga, sucos em geral, até engordou.
Mantivemos o horário da creche para que não tivesse mudança brusca quando retornasse e não acontecesse justamente o que está acontecendo, NÃO COMER!

Já conversei com ele e falei que todos comem, que ele tem que comer lá também pra ficar fortão como o Papai, que os amiguinhos dele comem.
Que se ele não comer, a Mamãe não vai deixá-lo lá e aí ele sentirá saudades da Geovana, do Joaquim, que são de quem ele mais fala.
Todo dia tem uma estória pra contar e lá está o Joaquim no meio dela, mas isso mudou, porque no ano passado eram o Hagus e o Miguel nessa posição.

Tenho consciência que é uma fase de adaptação, com as pessoas, com a comida, tempero, maneira diferente de comer todos juntos, apesar de já ser assim antes das férias, no último mês do ano passado, ele acabou ficando meio período.
O que não acho normal é não comer nada, essa semana por duas vezes, mamou comigo em casa (7h) e quando cheguei na hora do almoço o Otto não havia feito a colação e nem almoçado, aff.
Quase 6 horas sem comer nada. Daí levei pra casa e comeu toda a comida, putz.
Isso me preocupa muito, pelo fato dele não poder perder peso por estar na fronteira com a baixa de peso, ele tem 2 anos e meio e não pesa 12kg, acho que nem chegou aos 11k.
Mesmo sabendo que é fase de adaptação, não posso deixar meu filho sem comer, por horas, a fim de se adaptar.
E se cair doente novamente? Quero nem pensar.

Hoje, sábado, ele mamou as 6h, acordou as 8h, perto das 9h comeu uma caneca de mingau de farinha láctea, almoçou as 12:30h, mamou as 14h e dormiu.

Resumindo, ele era ruim de comer, agora come super bem, em casa.

Para esse problema eu não tenho a solução. :(


Jana, mamãe do Otto

3 comentários:

  1. oi amada, sumiu... quero saber do otto, se está se alimentando melhor, e as novidades, beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Olá Karina,há muito tempo não atualizo o blog. Estou sem celular no momento, mas podemos falar por aqui. Abraços!

      Excluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!