terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Escolhendo a escola do meu filho.






Fim de ano chegando, mamãe cheia de expectativa para voltar ao mercado de trabalho em 2010, mas...e o Otto? Sempre me perguntam. Bom, o Otto vai para creche/escolinha.

A reação é: Ah, mas é tão bebê ainda!

Sinceramente também acho e a nossa intenção (minha e do maridão) era que ele ficasse em casa com a mamãe ao menos até os 3 anos, quando na minha opinião tem maturidade pra entender, assimilar, socializar, aprender pra crescer. Opinião essa reforçada por Steve Biddulph em seu livro, Criando Meninos, que nele sugere a ida de meninos para a escola somente aos 4 anos.
Embora tenha consciência que aprende-se em qualquer idade, pois são uma caixinha "vazia" a espera de informações.
Bom, mas a mamãe quer e precisa trabalhar, então, começa aqui uma busca pela melhor escola. E aí analisamos fatores que pesem a favor não só do ensinamento, mas dele passado com carinho, respeitando o tempo e a dificuldade de cada um em assimilar, e com qualidade.
Queremos uma escola que reforce os valores morais que ensinamos em casa. Sim, porque querendo ou não, a escola onde nosso filho passa grande parte da vida, tem influência forte na formação dele e é importante que nela existam projetos, estímulos, trabalhos que conscientizem a criança/o jovem sobre a importância de se respeitar o próximo e a natureza.
Queremos uma escola que ensine além do material diático.
Que tenham professores desprovidos de qualquer "pre" (julgamento, conceito).
Que ofereçam profissionais que amem o que fazem, pois sabemos que quando amamos o que fazemos, damos o melhor de nós e aí as coisas fluem naturalmente e com tal intensidade que chega-se quase a perfeição.
Que ouçam os pais com ouvidos e olhos abertos, de maneira a somar sempre.

Claro que, em se tratando de pré-escola, queremos que antes de tudo acolha nosso filhote, como se em casa estivesse. Respeitando horários pra aqueles que tem rotina, como o Otto, dando-lhe aconchego, carinho, atenção, segurança para que a criança aceite e entenda mais facilmente e com o mínimo de estranheza a sua saída de casa, essa nova vidinha, facilitando assim sua socialização.

Sei que tudo isso é possível, mas também sei que por muitas vezes não encontraremos tudo num mesmo lugar, então cabe a nós refletir. Afinal que escola queremos para nossos filhos?

Então, boa sorte pra nós mamães que sempre queremos o melhor dos mundos.




Um comentário:

  1. Adorei o post como sempre. Ano que vem Isa também ai pra escolinha.
    Boa sorte na escolha.

    Ah qto ao blog eu não sei como funciona mo blogspot pra fazer o topo. Mas lá no wordpress eu vi as medidas do topo e fiz no photoshop um LO pra colocar lá com um kit que tinha aqui. Qq coisa me diz.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!