sexta-feira, 2 de julho de 2010

Nova rotina, novo mundo, nova vida...

Cada coisa acontece exatamente na hora em que deve acontecer, nem antes, nem depois.
Por isso, por acreditar em forças superiores e ainda que atraímos o que transmitimos, plantei minha sementinha e esperei calmamente minha oportunidade aparecer. E volto a trabalhar na segunda.
E cá estamos nós, nos preparativos para uma nova rotina e uma grande mudança na vida do pequeno Otto, sim, ele vai pra creche e a mamãe está adorando. Uma nova vida!
Tenho consciência que não será fácil, mas tenho a certeza de que não será impossível sua (e minha) adaptação nesse novo mundo.
Vamos sentir falta da rotina diária de casa, das caminhadas matinais, das idas a praia, das brincadeiras no jardim, da ajuda preciosa pra guardar os brinquedos, da hora do soninho e até das pirracinhas.
Mas, nos fins de semana e a noite compensaremos toda a ausência e saudade guardada durante o dia com o tempero da auto estima renovada da mamãe, que precisa dar um "up" neste quesito.

Energia renovada, ânimo a 100% e cheia de fé de que tudo dará certo, recomeço minha vida em Saquarema, depois de 8 anos em Niterói, uma faculdade cursada e muita experiência profissional de uma vida escolhida por mim. Com muitos planos realizados e muita felicidade!
Bom demais olhar pra trás e só ver aprendizado, amizades conquistadas e alicerçadas, e claro, a construção de uma família cheia de amor e com muita energia boa. Errar a gente erra, mas importante é aprender com ele.
E retorno ao "mundo" com vontade de conquistar ainda mais amizades, meu espaço e mais felicidade regada de muita paz.
Só tenho a agradecer, sempre e todos os dias.

Vou encerrar com um texto que retirei do blog de uma mamãe que já passou por isso, texto este "escrito" por sua filha:
http://fabijulia.blogspot.com/2010/05/carta-para-quando-mamae-voltar.html

"...O tempo passou, e hoje, as coisas mudaram muito para mim, já não sou mais aquele bebê “molinho”.
Passo o dia muito ocupada fazendo um negócio novo com minhas pernas, vocês chamam de andar. Como é bom, me sinto livre, posso ir aonde quiser.
Também não preciso mais abrir aquele berreiro quando estou com fome, frio ou sede, já sei pronunciar várias palavras, que somadas a pequenos gestos, consigo me comunicar perfeitamente. É mamãe, estou me tornando independente, tudo é mais fácil agora.

Mas você também mudou, ultimamente estou te sentindo distante e até um pouco triste, e de mim você não pode esconder nada, não pode negar, afinal ainda vivemos aquela tal de semisimbiose, lembra?
Perguntei para meu anjinho da guarda o que poderia estar acontecendo com você e ele me disse que você precisa recuperar uma tal de “auto estima”.
Não entendi muito bem, mas ele me disse também que trabalhar te ajudaria se sentir mais feliz e realizada, e isso, é tudo o eu quero.

Dia desses você me mostrou um lugar diferente, chamado “escolinha”. No começo achei muito estranho, afinal, vi muitas mamães deixarem seus filhos lá sozinhos o dia todo com algumas mulheres que não paravam de sorrir para mim e que você chamou de “tias”. Esquisito demais, pois sei bem que elas não são minhas tias de verdade, como vocês adultos são complicados!!!
Depois de algum tempo ali observando, vi que o lugar parecia ser divertido, um monte de bebês felizes, brincando uns com os outros, eu poderia aprender tanto com eles, e as tais “tias”, pareciam ser alegres e simpáticas.

Você me explicou que eu passaria poucas horas ali. Minha sonequinha diurna, meu banho e minha última refeição seriam preservados no aconchego da casa da vovó.
Fiquei aliviada, gosto de lugares tranqüilos para dormir e o tempero da vovó, hum, não sei viver sem ele.

Pode ir tranqüila atrás daquele negócio chamado auto- estima, eu vou sobreviver e você também.
Além do mais, você também irá trazer mais daquele papel que o papai guarda na carteira, que vocês chamam de dinheiro e que trocam por roupas e comida. Dia desses até por uma voltinha no carrossel você teve que dar um papel daqueles para a moça. Tentei entender, mas achei complicado e o balanço dos cavalos logo desviou minha atenção.
O importante é que você disse que ganhar mais desse papel será bom para nossa família, deixa para entender melhor esse negócio de dinheiro quando eu for adulta, assim como você.

Mamãe, entenda de uma vez por todas, para eu ser feliz, preciso que você seja feliz, nem que para isso, eu abra mão de algumas horas a mais contigo, afinal, não é só amor de mãe que é incondicional, o de filha também é.

Ficarei ansiosa te esperando todos os dias, mas com a certeza, que seu amor por mim, é o MAIOR do mundo!!..."









Jana

4 comentários:

  1. Amiga!!Estou muito feliz por sua conquista!Saiba que pode contar comigo para cuidar com muito amor e responsabilidade do seu tesouro!!!

    ResponderExcluir
  2. aff...eu boba...emocionada e chorando (claro)...diante da sua felicidade e medo... diante da grande presença de Deus em sua vida, diante do cuidado e do amor que Ele tem por cada um de nos...e quando sua tal auto estima, estava mesmo caindo, Ele mais uma vez te deu a mão e te mostrou que Ele é contigo! Otto vai ficar sim...e vc também...nessa nova rotina...rs amo vocês;

    ResponderExcluir
  3. Prima, que coisa linda!!!!
    é muito engraçado... largamos tudo por nossos pequenos, mas depois de um tempo a gente começa a sentir falta da "nossa" vida, de ser útil em mais alguma coisa que não dentro de casa, de ter o "nosso" din din por mais que nunca tenha nos faltado... já passei por isso, sei como se sente... e posso te dizer uma coisa? O primeiro salário de agora vai ser como o primeiro de sua vida!!!!!!!!!!kkkkkk
    Deus te abençoe nessa nova etapa...que não é fácil, pq agora vai chegar cansada e ainda ter todo o "trabalho de mãe" pra fazer!! Mas todo mundo passa por isso e sobrevive... estamos aqui para provar o quanto somos polivalentes!!! rs
    Amo vcs...
    bjks

    ResponderExcluir
  4. Fiquei muito feliz em saber que vai retomar sua vida profissional Jana. Boa sorte nessa nova etapa da sua vida. beijos no Otto

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!