sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Uma semana...


Completei uma semana dia 11/08, aniversário do meu avô Cilésio.
Já tinha engordado quase 3oogr e estava mamando muuuito. Mas também depois do sufoco que passou, tive problemas com apojadura e o Otto estava só lambendo o que vazava do peito, não estava puxando porque o peito estava muuuito cheio, graças a Deus que tenho muito leite, mas naquele momento acabou atrapalhando. Ele perdeu peso e ficou um pouco amarelo, mas no mesmo dia que foi dianosticado o problema, nós contratamos o servicó de uma profissional em amamentação, a Fabíola do Mamamia, que nos orientou, ajudou, fez ordenha e de sexta até a terça, dia 12 o Otto havia engordado as quase 300gr, graças a Deus!
E daí em diante, foi só mamar e ficar gostoso pra mamãe e papai apertar, risos!
A EVOLUÇÃO DOS BEBÊS:
Nas primeiras semanas de vida, o nenê já dá provas de que é mais esperto do que imaginamos. Fica todo contente quando a mamãe está por perto e chega a segui-la com os olhinhos, mesmo que só consiga enxergar alguns vultos. Ele nasce totalmente dependente, mas cada movimento que consegue fazer é um esforço e uma etapa vencida em direção à autonomia. Para avaliar esse desenvolvimento, os médicos utilizam parâmetros neuropsicomotores. No entanto, Mauro Muszkat, neuropediatra da Universidade Federal de São Paulo, lembra que cada criança tem seu ritmo. "As condições sociais da família, a influência dos irmãos, o estímulo recebido dos pais e a própria constituição individual da criança influenciam muito nessa evolução", explica Muszkat. Por isso mesmo não é preciso entrar em desespero se seu bebê ainda não engatinha ou não faz as mesmas coisas que o filho da vizinha da mesma idade. Por outro lado, é bom conhecer as fases do desenvolvimento dos pequenos determinadas pelos especialistas. "Esteja sempre atenta aos movimentos do nenê e relate ao pediatra qualquer anormalidade", alerta Luiz Celso Pereira Vilanova, professor adjunto do setor de Neurologia Infantil da Unifesp. Conheça as principais etapas do processo motor e as dicas para que você possa ajudar seu pequeno na medida certa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!