sexta-feira, 17 de abril de 2009

Criança, só no banco de trás.

Na fatídica terça-feira (14/04), saí com Otto de carro para visitar minha prima que mora no sul e está passando o mês na casa da mãe em Rio do Ouro. Estou a uma semana prometendo ir visitá-la e conhecer sua bebê de 2 meses. Lá fomos nós!
Saí de casa depois que dei o lanche, para ele não reclamar de fome, já que não seria um percurso pequeno o que iríamos fazer.
Abasteci o carro e na Gavião Peixoto, Otto começou a reclamar e comecei a cantar, já que o som do carro parou de funcionar no fim de semana, para distraí-lo.
Na rua de acesso ao túnel, Otto começou a chorar forte, e como não é de fazer escânda-lo me assustei e olhei pra trás, e pronto. Bati com a quina do lado esquerdo, na traseira do lado direito de um carro.
Gente, quase morri do coração, mas como ando numa velocidade tranquila, nada mos aconteceu, Graças ao Bom Deus.
Saí do carro nervosa e tremendo e tirei o Otto rapidamente com cadeirinha e tudo.
Isso mesmo, CADEIRINHA! Lugar onde OBRIGATORIAMENTE os bebês e as crianças devem passear, viajar, ficar dentro do carro, mesmo com choro.
Imaginem, se o Otto fosse maior e o deixasse solto no banco de trás, por menor que tenha sido a velocidade em que bati, e por menor que seja o trajeto, o peso do bebê triplica e ele é projetado para frente.
Além de estar na cadeirinha, ela deve estar virada para a parte traseira do carro, pelo menos até 1 ano, uma vez que ele não tem estrutura pra segurar a cabeça e pode até lesionar a coluna, numa situação dessas.
Depois de 1 ano, devemos colocá-la na parte central do banco de trás em posição normal, ou seja, virada para a dianteira do carro.
Por sermos sensatos e seguirmos as leis de trânsito, eu e o maridão, é que o bebê não sofreu nada, só mesmo o susto.
Portanto fica a lição, que deve ser aprendida sempre que nos deparamos com situações como esta.
Jamais, em hipótese alguma transitem com a criança ou bebê no colo, no banco da frente, ou solto no banco de trás do carro. Além de ser proibido pelo Código Nacional de Trânsito, esta é uma prática que oferece risco altíssimo. O correto é em sua cadeirinha, preso no cinto de segurança.
E assim ensinamos desde cedo, que lugar de criança é no banco de trás e com cinto de segurança.
Fica a dica.
Obrigada pela visita.

Um comentário:

  1. Que susto, hein! Que bom que ele estava em segurança.
    Já tinha visto teu blog lá no e-family, mas hoje parei pra ler um pouquinho. huummmm gostei muito! vou ser seguidora, tá?!
    bju!

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!