sábado, 27 de fevereiro de 2010

É o cachorro que escolhe o dono.

Foi assim...desde que casamos e morávamos em apto o Gu passava na rua via o filhote sendo vendido e falava: "se tiver um cachorro um dia, será desse".

A vida tratou de seguir, tivemos o Otto e nos mudamos...

Sinceramente, vontade tínhamos, mas me desanimava só de pensar em mais um pra cuidar.
Porque pra gente é como criança, tem que dar banho, dar comida, vacinar, dar carinho e atenção.
Até porque conviverá com nosso Otto, então, não é porque é cachorro que não vai ser limpo e bem cuidado.
Não quero um portador de doenças ambulante e sim um companheiro pro pequeno.

Então, na quinta, chegaram aqui em casa 8 filhotes de labrador e o Otto, como toda criança, ficou encantado.
Mas, um em especial chamou a atenção do Otto e a minha, aliás, nós é que chamamos a atenção dele.
Porque foi ele quem ficou atrás do Otto desde que entrou aqui, foi o primeiro dos 8 a relaxar e se sentindo em casa deitou e dormiu.
Na hora da ex-dona ir embora achei que fosse chorar ou sair atrás, que nada, ficou deitado no chão olhou pra ela e nem se manifestou.
Achei lindo, falou com o olhar: "eu fico, vou morar aqui..." (Nessa hora ainda estava em dúvida entre dois machos, mas a atitude dele foi decisiva).

Passei a acreditar que é o cachorro que escolhe o dono.

E, como a gente quer sempre proporcionar o melhor pros nossos filhos, ficamos com o Auau (nome provisório).
Com a aquisição dele, me remeti a minha infância e as ótimas lembranças com os vários cachorros que tive.
Da farra, da felicidade que trazia pra casa, dos chinelos ruídos, das fugas, das lambidas e patadas pra acordar a gente.
Desse "remember" vem a certeza de que a vida do meu filho e da minha casa será ainda mais feliz e alegre com o Auau por aqui.

São 3 dias de convivência e já estão amigos.
Na primeira noite, achamos que o cachorro fosse dar trabalho, mas ao invés disso o Otto não nos deixou dormir, acho que pela euforia de ter um auau, reclamou, resmungou, acordou a noite inteira.
O auau já faz suas necessidades no quintal, come e bebe por lá mesmo.
Ele aprende rápido.

Vou terminar agradecendo a Raquel.
Ei, linda, você indiretamente nos proporcionou a realização do desejo da família.
E por confiarmos na procedência e sabermos da sua dedicação com sua cadela (com vitaminas na gestação, vermífugo e até ultrassom), adquirimos sem medo um filhote seu.
Parabéns por cuidar tão bem deles, são todos lindos.
Mas o meu é o mais lindo de todos, risos.



Obs: O Auau foi batizado, se chama Luke e segundo o meu marido tem sobrenome Skywalker, aff. Só ele mesmo pra colocar o nome do cachorro Luke Skywalker, um viciado em Star Wars.
Mas, pra mim é somente Luke e pro Otto "uki".




4 comentários:

  1. Adorei seu blog! Confesso que morri de inveja. Se eu pudesse, também teria um labrador, nessa cor aí. Lindo mesmo! Otto tem muita sorte!

    ResponderExcluir
  2. Ai que au au fofo!!!
    Isabella adora bihos mas eu não sou muito fã, rs. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Jana...ai ameiii tudo!
    Obrigada VOCÊ por ser essa pessoa maravilhosa e encantadora; obrigada por tudo, por já amar o "uki" (adorei, hahaha) como seu, pelo seu carinho e sua dedicação..
    Nossa vc acredita que fiquei feliz depois que deixei o "Uke" com vc, pois é diferente, sei que o deixei ate melhor do que comigo e isso..nossa! É de verdade mt bom.. amo d+ essas ferinhas e a parte ruim e desfazer delas..Nossa chego a chorar.
    Conta comigo sempre.. pode ligar, vc tem ate babá qd precisar.. pode deixa-lo eu matarei a saudade feliz e contente! hehe

    Um beijãooo

    ResponderExcluir
  4. Ai que fofo seu cãozinho! Eu tenho um pastor!
    Flor, eu adorei seu blog!
    Se quiser dar uma olhada no meu e colocar-se como seguidora, fique à vontade: http://literaturasdomundo.blogspot.com/
    Bjos

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!