sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Criando o hábito da leitura.






Eu gosto de ler.
Eu leio com prazer.
Eu leio pra aprender.
Eu leio por querer.


Desde muito pequeno, o Otto ouve estórias e visualiza os livros (tem um nicho só deles).
A leitura e o interesse por livros, foi algo que conversamos e resolvemos que iríamos introduzir o quanto antes, para que ele descobrisse o fantástico mundo da imaginação que a leitura proporciona.
Como diz um amigo, criança é um ser com sede de aprender e bastante espaço a ser preenchido.


A criança absorve o que lhe é falado desde de muito pequeno, mesmo que não entenda palavras, entende gesto, expressão, tom de voz.
E o momento da leitura, de sentar ao lado do seu berço e explicar que contará uma estória, mostrar o livro, deixá-lo tocar é algo que o aguça a curiosidade, cria vínculos, gera lembranças.
E como sou adepta da rotina, acredito piamente, que os hábitos são formados por ela ou seria vice-versa?
Não importa, risos.
O importante é criarmos oportunidades de interagirmos com nossos filhotes.
O importante é mostrarmos a eles, na infância, as coisas boas, as coisas certas, as coisas importantes.


E aqui foi criado o hábito de ler de maneira lúdica.
Compramos livros de personagens  que ele gosta, cocoricó, backyardigans, Pepa pig e claro vários outros infantis.
Mas o primeiro livro lido ao Otto foi O Pequeno Príncipe e de acordo com os planos do Papai, o segundo seria Pinóquio. E acredito que o Papai tenha todo um cronograma.
Está certo, os clássicos são lindos e são importantes de serem lidos.


Estou aqui escrevendo e ele achou o livro da creche. (Costumo dizer que a creche tem dever de casa, nos fins de semana, pois toda sexta vem um livro para lermos para eles). O Papai sempre o lê.
Mas o Papai está dodói, e mesmo assim ele pegou o livro, foi pro lado dele dizendo: "Istóia Papai".
É a coisa mais linda e é assim sempre que pega um de seus livrinhos.
As vezes ele sai de perto e a gente para de ler, daí ele volta e pergunta: "acabou? Mais istóia".
E com isso ele conhece livros, gosta deles e vamos colocando esse hábito na vida do pequeno.


Acho que a criança que tem contato com livros, revistas e afins, estará mais propícia aos estudos futuramente, quando tiver que sentar pra ler ou estudar algo. Afinal, é hábito que já lhe foi mostrado ao longo de seu crescimento e principalmente na primeira infância. Fase de aprendizado intensivo, onde a curiosidade é a mola estimuladora e aliada de nós, papais, que somos o meio que levamos tudo até eles, sem contar os que estão na pré-escola.


Tirei da net, como sempre, dicas pra criarmos o hábito da leitura nos nossos meninos e meninas.
Espero que gostem!


1 – Para começar, é necessário que seu filho te veja, sempre que possível, com um livro na mão. As crianças sentirão mais interesse por ler um livro se vêem que este hábito está presente a sua volta. Lembre-se que as crianças gostam de copiar. Que é sua forma de aprender. Se eles notam que você gosta de ler e que tratam os livros com cuidado e respeito, elas provavelmente, farão o mesmo.
2 – É necessário estar convencido de que a leitura deve ser empregada como uma forma mais de diversão e não como uma obrigação. Os livros não devem introduzidos no cotidiano da criança só quando ela está aprendendo a ler ou somente quando entre na escola. O contato com os livros deve começar bem antes. Eu diria que antes mesmo de começar a gatinhar.
3 – Quanto o bebê consegue se sentar firme no chão ou no berço, ofereça-lhe livros para que os maneje. Existem no mercado, pequenos e curiosos livros feitos com pano e inclusive com material plástico indicados para brincarem durante o banho. Existem também pequenos dicionários para que seu bebê se vá familiarizando com as palavras, as letras, relacionando-as pouco a pouco com a imagem. O segredo nesta idade, é fazer com que o bebê veja o livro como mais um brinquedo, com o qual poderá aprender, crescer, descobrir, criar fantasias, e ouvir muitas histórias interessantes e encantadoras. No princípio, trate de dar preferência aos livros ilustrados, com poucas palavras, e faça com que seu filho o toque, o acaricie, cheire, e tenha todo tipo de contato com ele. Existem livros que contem sons incluídos e também pedaços de lã, e de outros materiais para que os bebês desfrutem também com o tato. Existem livros com cheiros também!
4 – Quando ficam um pouquinho maiores, o ideal é ler em voz alta, seguindo sempre as estórias do livro. Dê importância especial ao tempo que dedica para tomar seus filhos nos braços e compartilhar com eles o prazer de ler um conto, longe das distrações da televisão. Comece com os contos tradicionais, clássicos, mas fundamentalmente escolha livros que agradem a todo mundo. Se um livro é cansativo, esqueça-o e busque outro que seja interessante.
5 – Quando seu filho já está numa idade em que consiga estar mais quieto nos lugares fechados, leve-o para visitar uma biblioteca. A criança, quando se familiariza com os livros, aprende a manuseá-los, está construindo uma amizade, um laço com a leitura. Se sentirá mais próxima ao lugar e desejará voltar muitas vezes para escolher o livro que quiser.
6 – Outra forma de estimular o interesse da criança pelos livros, é converter um livro em um prêmio. Cada vez que tiver que premiar seu filho por algo importante, presenteie um livro sobre o seu assunto favorito.
7 – Quando seu filho já está desfrutando dos livros, participe da leitura. Quando terminar de ler o conto, peça-lhe que lhe conte algo que aconteceu com algum personagem, ou inclusive faça com que seu filho adivinhe o que passará no final. Aproveite para fazer comentários sobre as situações boas e más, e fazer comparações de um pedaço da estória com suas experiências, como “o que você faria no lugar dele?” “Será que isso vai acontecer com a gente algum dia?”.
8 – Assim que sentir que seu filho já se interessa pelas estórias, que se envolve com a trama, e se identifica com os personagens, comece a participar e a imaginar finais diferentes, e a viver várias sensações rindo, emocionando-se, e não deixe de surpreendê-los com novos contos. Dê continuidade a esse costume abastecendo sempre sua casa com livros e revistas.
§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§

Gente, tô adorando as visitas.
Venham cada vez mais e mais, mas poxa, deixem recadinhos!


Jana, mamãe do Otto.

2 comentários:

  1. Hj fui num encontro de uma editora de livros, vi palestras e participei de debates sobre o tema... como proporcionar o hábito da leitura de forma prazerosa... como seria bom se todas as crianças tivessem o exemplo que o Otto está tendo, pois como disse uma escritora lá "o livro é fechado, não entra pela nossa visão ou audição sem a gente querer, como rádio e tv, para o livro vc não é receptor, vc tem que agir, há uma distância entre a criança e o livro na estante"", então qt mais próximo, mais visível, qt mais estímulo tiver melhor... pra que ele continue com esse hábito e perceba o mundo maravilhoso que a leitura é capaz de nos trazer... Bom demais!!!
    bjks e parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. delicia essas fotos dele!!!
    Gostoso demais esse meu sobrinho...
    e os seus posts, sempre muuuuuuuuuuuuito interessantes!
    bj irmã!
    amoces

    ResponderExcluir

Obrigada!
Fico muito feliz sempre que leio um comentário carinhoso!
Bjks e fique com Deus!